SETRATA – Terceirização de Serviços. Questão de confiança.

MENU

INFO SETRATA

  • Banco de horas: como implantar na empresa


    Você trabalha com carteira assinada e tem uma jornada de trabalho diária para cumprir ou possui colaboradores assim? Saiba, então, que é uma das ferramentas de gestão de pessoas mais importantes para o seu negócio.


    Porém, esse pode gerar muitas dúvidas para os trabalhadores e também para as empresas, principalmente na relação entre banco de horas e faltas.


    Embora faça parte da rotina da área de RH, a gestão de banco de horas costuma ser um desafio, pois qualquer registro incorreto de jornada pode causar grandes erros nos cálculos, podendo prejudicar a empresa ou o profissional.


    Confira agora exatamente o que é banco de horas e como implantá-lo na sua empresa.


    Banco de horas: o que é?


    O banco de horas é conhecido como um sistema de controle de horas, na qual os trabalhadores acumulam as horas extras e depois podem tirar folgas para compensar a jornada a mais. Sua criação é regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), em seu artigo 59, que fala sobre a possibilidade da realização de jornada extra.


    Ele ainda permite que as empresas troquem o pagamento em dinheiro dessas horas adicionais pela liberação do colaborador, gerando uma maior flexibilização da jornada de trabalho.


    O banco de horas também pode favorecer o colaborador quando ele precisar se ausentar da empresa, por exemplo, para resolver algum problema, solicitando, então, a utilização do banco. Sendo assim, as horas serão descontadas do banco.


    Outra coisa bastante relevante é que a legislação prevê várias regras para a utilização do banco de horas, como o tempo máximo para compensação da jornada extra e o pagamento do valor, caso não seja descontado dentro do prazo previsto.


    Além do mais, o banco de horas ainda permite que o colaborador fique com horas negativas, e depois, cumpra essa carga horária. No entanto, é importante tudo ser acordado entre empregado e empregador, para que nenhuma das partes seja prejudicada.


    Mas como implantar o banco de horas na empresa?


    A implementação desse sistema é simples, mas é importante ter uma devida atenção com alguns detalhes. O ideal é que seja feito o acordo com cada um dos colaboradores, caso não tenha um acordo coletivo. Logo em seguida, é fundamental que a liderança conheça as regras para dar suporte no gerenciamento do banco de horas.


    Isso é importante, pois é o gestor direto do colaborador que poderá aprovar e justificar as horas extras, além de observar os atrasos e faltas lançadas no banco de horas.


    Outra parte essencial é a conscientização dos colaboradores sobre o uso adequado do banco de horas. Para essa finalidade, pode-se criar estratégias de comunicação interna e contar também com o auxílio da liderança para um trabalho mais próximo de educação dos colaboradores.


    O sistema de controle de ponto traz grandes vantagens para a empresa. Além de otimizar o trabalho da equipe de RH, também ajuda a reduzir custos, por exemplo.


    Gostou do conteúdo? Quer ficar por dentro de mais temas como esse? Continue nos acompanhando, então, pois em breve teremos muitos outros assuntos relacionados à gestão de Recursos Humanos e muito mais.


    Lembrando que a Setrata oferece soluções completas para o RH da sua empresa, para que você alcance os maiores resultados. Entre em contato conosco e confira todos os detalhes.







    Tags:


    Comentários Via Facebook


Sede Setrata Brasil: Rua João Wyclif, 111 - Sala 2.107 - Centro Empresarial Jardim Sul - CEP 86050-450 - Gleba Palhano - Londrina - PR

Central de Atendimento: contato@setrata.com.br - (43) 3372-8200 - Horário de Atendimento: segunda à sexta das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h

Copyright Setrata 2022. Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Studio Diip. Design Marcelo Baldi.